Não somos justos, mas…

“Na verdade, não há homem justo sobre a terra, que faça bem e nunca peque” (Eclesiastes 7.20).


O estigma do pecado está arraizado no gênero humano desde o Éden. Somos pecadores por natureza, esta é a herança maldita que recebemos de Adão.

Todavia, o fato de sermos pecadores por natureza não é desculpa para se viver no pecado ou desculpa para se justificar a fraqueza humana. Há os que se utilizam disto para tentar justificar seus erros e pecados, usando desculpas como “a carne é fraca”. Sim, a carne é fraca, mas somos alertados pelo Mestre dos mestres a vigiar e orar para não cairmos em tentação.

O reconhecimento de que somos pecadores deve levar-nos a uma busca constante de Deus, refugiando-nos nEle cada dia e pedindo graça para vivermos dignamente, enquanto aqui estamos. A fraqueza humana não pode ser justificada com palavras somente, mas com atos de contrição e arrependimento diante de Deus, buscando reconciliar-se com o Criador a cada dia. Não adianta justificativas descabidas, pois Deus conhece o coração e ninguém O pode enganar. Para Deus não adianta dizer “A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi” (Gn 3. 12),  numa tentativa de isentar-se da culpa, mas sim dizer “Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que a teus olhos é mal” (Sl 51.4). Somente assim podemos ser reconciliados com Deus e gozarmos paz e comunhão com Ele.

Desta forma, não somos justos, mas não podemos viver injustamente. Dá de entender? Espero que sim.
Advertisements

About Auriberto Feitosa

Ministro do Evangelho de Jesus Cristo, ou seja, simplesmente um servo.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s