Ganhar almas?

Devo dizer que hoje em dia a expressão “ganhar almas” me deixa enervado em certo sentido. A Bíblia diz que “”O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas é sábio.”  (Provérbios 11.30). Isso se aplica a ganhar almas para o Reino de Deus, levar pessoas a uma experiência de salvação, a Jesus Cristo, o Senhor e Salvador do mundo (se bem que no contexto de Provérbios tem mais a ver com o livrar vidas do perigo, cultivar a amizade e o companheirismo). No entanto, o que vemos hoje não é um verdadeiro ganhar de almas para Jesus, para o Reino de Deus, mas o interesse em encher as igrejas de pessoas, para que haja mais dízimos, mais ofertas, mais dinheiro nos cofres da igreja. Vejo com pesar alguns líderes dizerem “estas cadeiras (ou bancos) serão insuficientes com o tanto de pessoas que encherão a nossa igreja”, num ato de vaidade e ostentação, como quem dizendo: “um dia serei um líder de uma igreja bem grande, com muitos membros e todos verão o meu poder, que Deus está comigo!”. Ledo engano!

Na verdade, ganhar almas é um ato nobre e sublime que Deus concedeu aos seus filhos. Faz parte do IDE imperativo do Senhor Jesus aos seus discípulos. É o cumprimento da Grande Comissão! Mas ganhar almas não significa o que muitos entendem hoje. O entendimento de ganhar almas, em muitas igrejas, está restrito às pessoas que vão à frente na hora do apelo em um culto ou campanha evangelística. Dizem com muito orgulho: “tantas almas foram ganhas para a glória de Deus!”. Que coisa horrível! A ida de pessoas à frente de um pregador na hora do apelo para receberem a oração da salvação, não signfica necessariamente  “ganhar almas” para o Reino de Deus.  Fui líder de uma cruzada evangelística por algum tempo e durante esse tempo pude observar que nem todos os que vão à frente permanecem na igreja. De quem é a culpa? Da própria igreja.

Agora observemos as palavras de Jesus: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mateus 28.19,20). Isto sim é ganhar almas! Fazer discípulos, batizá-los em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensiná-los a guardar todas as coisas que o Mestre nos mandou! Mesmo que esses discípulos não permaneçam em nossa igreja, mas que vivam conforme as verdades do evangelho de Cristo, servindo ao Senhor de coração, mesmo em outra igreja.

Se assim fizermos, seremos sábios e verdadeiros ganhadores de almas!

Advertisements

About Auriberto Feitosa

Ministro do Evangelho de Jesus Cristo, ou seja, simplesmente um servo.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

3 Responses to Ganhar almas?

  1. selufa56 says:

    Meu amado irmão, estou sofrendo justamenteo por entender o que você postou, ganhar almas hoje em dia é o fazer apelo depois de colocar medo nos corações dos pecador. Depois que essas almas confessam com seus lábios, nunca mais há noticias deles. Oro a Deus para que esse engano pare nas igrejas e para que se ganhe almas através do ensino da Sagrada Palavra do Senhor.. Deus o Abençoe..

  2. Graça e paz! Sem nenhuma bajulação, achei tremenda a mensagem e bate com o que já venho meditando há algum tempo. Até hoje confundimos o discipulado com a inclusão de novos membros numa determinada instituição, o que é um grende erro. Porém, não falarei das igrejas a seguir, mas de mim, ou seja como que tenho me dedicado a ganhar almas desde que me converti. No começo, eu ficava extremamente ansioso com o processo de salvação das pessoas e achava que algo mágico fosse acontecer quando levasse um visitante ao culto de minha igreja. Minha ansiedade talvez em nada contribuísse para o agir do Espírito Santo na vida que eu esperava ganhar para Jesus. Engraçado que naquela época não trouxe ninguém pra minha igreja… Hoje, porém, vejo o ganhar almas de uma outra forma. Somos portadores de uma mensagem, a qual expomos não só com palavras, mas também com gestos e atitudes. Trata-se de compartilhar Cristo, algo que fazemos amando as vidas, estejam elas dentro ou fora da igreja. E aí tenho concluído que as pessoas de fora só terão o interesse de conhecer o Deus que servimos se elas virem Cristo em nós. Deste modo, devemos também aprender a nos tornar discípulos de Jesus, o que, através de uma simples definição, significa seguir os passos do Mestre. Ganhar almas hoje em dia pra mim está ligado ao relacionamento que Jesus estabelecia com as pessoas. A Bíblia e mais especificamente o Evangelho de João nos dá vários exemplos como o trato do Senhor com os apóstolos, com Nicodemos, com a mulher Samaritana, com o paralítico do tanque de Betesda, com a mulher adúltera, com o cego de nascença e até mesmo com Pilatos. Em Atos, temos ali os contatos entre Filipe e o eunuco etíope, Ananias e Saulo, Paulo e o carcereiro que pensava em cometer suicídio, Paulo e Agripa, entre outros. Todos esses exemplos nos mostram uma comunicação no nível da pessoalidade, em que o evangelista olha para o outro como uma pessoa e não como massa. Um abraço e que Deus faça de nós ganhadores de almas!

  3. Excelente ensaio Pr Auriberto!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s