Por que me chamas bom?

E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus” (Mateus 19.17).
Jesus ao fazer essa pergunta coloca em cheque o coração do homem. Certamente o jovem rico não o via como Deus e sim como homem, razão porque o chamou de “Mestre”.
A afirmação “não há bom, senão um só, que é Deus” nos mostra que o homem é mau por natureza. Não há bondade no coração humano. Nossa natureza caída nos inclina para o mal, para o pecado e o erro. Desde a Queda a maldade impera no coração humano. Mesmo sendo cristãos e querendo fazer a vontade de Deus, não devemos nos esquecer que a “velha natureza” não desapareceu. Ela está em nós querendo aflorar a qualquer momento, ao menor deslize que cometermos. Lidar com isso não é fácil!
Toda a bondade emana de Deus. Deus é bom e grande em misericórdia! Só praticamos atos de bondade quando reconhecemos Deus em nossas vidas, quando somos por Ele impulsionados. Até mesmo as pessoas que são reconhecidamente bondosas são más. São más porque são seres humanos, pecadoras por natureza. Seus atos de bondade emanam de Deus. É Deus tocando em seus corações para que pratiquem a bondade.
Reconhecendo a maldade de nossos corações nos ajuda a dependermos mais e mais de Deus. Nos ensina a lidar com nós mesmos e com a nossa natureza decaída.
Que o Deus da bondade nos guarde de todo o mal!

Advertisements

About Auriberto Feitosa

Ministro do Evangelho de Jesus Cristo, ou seja, simplesmente um servo.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s